3 min de leitura

Supermercados, açougues e padarias possuem um mix de produtos muito extenso.
Justamente por isso, saber da estrutura do cadastro de produtos é de extrema importância. 
Preparamos um guia com a estrutura e pontos que você deve seguir para executar o seu
cadastro com sucesso. Os benefícios de seguir essa estrutura do cadastro de produtos,
se faz necessária para garantir a qualidade de todo o trabalho.

 

Desvantagens em importar o cadastro de produtos:

  • Adaptar os dados importados a nova estrutura de tabela. 
  • Risco de duplicidade de cadastros.
  • Cadastro de embalagens confusas.
  • Extração erradas de dados.

 

Por que cadastrar tudo de novo? (Vantagens):

  • Ótima oportunidade de otimizar o seu cadastro.
  • O cadastro vai determinar a extração de dados e relatórios do sistema.
  • Padronização de nomenclatura de produtos, eliminando abreviações erradas.
  • Planejamento estruturado da divisão mercadológica, categorias e embalagens.

 

Planejamento da estrutura do cadastro de produtos:

Alocação de tempo para execução e pontos de medição da evolução:

  • Quantos produtos serão cadastrados?
  • Equipe necessária para executar o cadastro.

 

Planejar o uso dos recursos do sistema, como:

  • Dicionário de dados.
  • Nomes e abreviações.
  • Cadastro de embalagens.
  • Desmembramento de carnes.
  • Produção interna. 
  • Dicas de equivalência de preços.
  • Cadastro de marcas. 
  • Contratos e muito mais.

 

Definição de equipe de cadastro: o novo cadastro exige foco!

  • A equipe de cadastro não deve executar outras tarefas simultâneas. Desta forma
    evita erros, garantindo a qualidade do cadastro. 
  • Ter uma estimativa assertiva possibilita estabelecer o número correto de integrantes da equipe,
    evitando uma sobrecarga
    e ainda garante a execução do projeto no tempo estabelecido.

Obs: importante usar a experiência da equipe do ERP para definir o planejamento.

 

Acompanhamento do trabalho:

  • Definir Metas Claras e mensuráveis para a equipe de cadastros.
  • Acompanhamento quantitativo da evolução do trabalho x metas regular.
  • Acompanhamento qualitativo do trabalho: auditar os itens cadastrados para eliminar
    erros de digitação, aproveitando a experiência da equipe do ERP para ir nos pontos mais comuns de problemas. 
     

 

Gestão de preço e estoque:

  • Definir o fracionamento para produtos de açougue: desmembramento de carnes.
  • Definir o percentual de perda padrão para os produtos.
  • Formação do coeficiente de preços para relacionamento entre embalagens.

Obs: uma porcentagem de perdas e desmembramento errados podem comprometer seus estoques. 

Um coeficiente errado pode comprometer a sua gestão de preço.

 

A estrutura do cadastro de produtos é o pilar base de todos os bons relatórios.

 

Definição das fichas de equivalência de preços:

  • Cadastramento das receitas dos itens de produção interna.

Obs: receitas erradas também podem comprometer seu estoque.

 

Tributação:

  • Imposto é coisa séria e reflete diretamente no resultado da empresa. 
  • Uma empresa especializada em cadastro tributário. Exigir da equipe de cadastro e
    contabilidade que saibam todas as regras se torna algo passível de erro. Já que são milhares de regras tributárias que mudam constantemente.
  • Não libere os produtos para movimentação antes de conferir a tributação.

(A empresa de ERP possui processos específicos para isto).

 

Precificação:

  • Planejamento de preço após o cadastro.
  • Faça junto com o fornecedor de software um planejamento para inserir
    a carga de preços antes da virada. 

Gostou compartilhe esse guia com outros varejistas.

Até a próxima.

Att:

Equipe Logus Retail


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *